Itajaí registra primeiro óbito por dengue em 2024

Município também entrou em situação de epidemia da doença

O Município de Itajaí confirmou nesta quinta-feira (15) o primeiro óbito por dengue em 2024. A vítima é uma mulher de 60 anos, com registro de comorbidades, moradora do bairro Cidade Nova, que contraiu a doença dentro da cidade. Ao todo, 425 pessoas contraíram dengue no município neste ano e já foram registrados 1.607 casos prováveis da doença, o que colocou Itajaí novamente em situação de epidemia.

A primeira morte do ano por dengue foi registrada no dia 7 de fevereiro. A paciente não resistiu às complicações da doença. O óbito foi investigado pela Vigilância Epidemiológica da cidade em conjunto com a Secretaria de Estado da Saúde.

Todas as medidas de controle e prevenção no entorno dos locais onde os casos de dengue são confirmados foram adotadas pela Secretaria Municipal de Saúde. Entre elas: a orientação de casa em casa para eliminação de criadouros e aplicação de inseticida UBV em áreas de risco.

Epidemia de dengue

No período de 31 de dezembro de 2023 a 10 de fevereiro de 2024, foram notificado 2.100 casos suspeitos de dengue em Itajaí, sendo 1.607 considerados casos prováveis e 426 descartados. A utilização de casos prováveis para avaliação da situação epidemiológica da dengue nos municípios foi adotada a partir deste ano pelo Governo do Estado. A classificação refere-se a todos os casos notificados, confirmados, suspeitos e inconclusivos, com exceção dos descartados.

A Secretaria de Estado da Saúde define epidemia de dengue quando a taxa de incidência acumulada atingir 300 casos prováveis de dengue por 100 mil habitantes por três semanas consecutivas. Considerando que Itajaí tem 264.054 habitantes (Censo 2022), a taxa de incidência acumulada chegou a 599,11 por 100 mil habitantes, confirmando uma nova epidemia a partir do dia 11 de fevereiro.

Atualmente, os bairros com maior taxa de transmissão são Cordeiros (254 casos), Barra do Rio (69 casos), São Vicente (23 casos) e Cidade Nova (21 casos).

Novas ações de controle programadas

Novas ações de controle e prevenção da dengue já estão sendo programadas pela Secretaria Municipal de Saúde. Uma delas é a utilização de drone para realização de levantamento aéreo nos bairros Cordeiros e Barra do Rio para identificar locais com possíveis criadouros do mosquito transmissor. Além disso, as Secretarias de Obras e de Saúde promoverão no dia 21 deste mês um mutirão de limpeza em áreas com risco no Imaruí.

“O Município está fazendo sua parte com ações de controle, orientação das nossas unidades de saúde para notificação dos casos e tratamento adequado, mutirões de limpeza em locais com risco, aplicação de inseticida, eliminação de criadouros nas casas e sensibilização da população. A dengue é uma doença que pode ser evitada, mas para isso é necessária a colaboração da comunidade com cuidados básicos para não deixar água parada”, reforça o secretário de Saúde de Itajaí, Emerson Duarte.

O programa segue com aplicação de inseticida UBV em áreas com casos da doença para eliminação do mosquito adulto. A Gerência de Controle de Zoonoses também promove, em parceria com as unidades básicas de saúde, ações de educação em saúde e conscientização sobre a dengue em empresas, escolas e creches.

Já os agentes de combate a endemias do município visitam, atualmente, casas e comércios nos bairros Cordeiros, São Vicente, Cidade Nova e Barra do Rio para eliminação de criadouros do Aedes aegypti. Ao todo, já foram realizadas 17.606 visitas em 2024. 

Fonte: Prefeitura de Itajaí

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Abrir bate-papo
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?